Confederação Brasileira de Tiro Prático

O USO DE OBREADORES EM PROVAS DE IPSC É MUITO COMUM EM PROVAS BRASILEIRAS. PORÉM, MUITOS PAÍSES DO MUNDO JÁ ABOLIRAM ESTA PRÁTICA, QUE CHEGA A ONERAR EM ATÉ 20% OS CUSTOS DE UM EVENTO. EVENTOS COMO O FAMOSO FLORIDA OPEN NÃO POSSUEM OBREADORES. ALGUMAS FEDERAÇÕES BRASILEIRAS TAMBÉM JÁ ADERIRAM A ESTA IDEIA, CABENDO AO PRÓPRIO SQUAD O TRABALHO DE OBREAR E RESETAR AS PISTAS. VOCÊ CONCORDA QUE DEVEMOS MUDAR ESTA CULTURA NO BRASIL?



  • SIM 66,10 %
    NÃO 33,90 %
  • 09:04 02/08/2017
    SABATO GIOVANI MEGALE ROSSETTI
    SABATO GIOVANI MEGALE ROSSETTI

    02/08/2017 09:04

    de acordo
  • 15:33 31/07/2017
    TOP TIRO CURSOS E ATIVIDADES DE TIROS LTDA
    TOP TIRO CURSOS E ATIVIDADES DE TIROS LTDA

    31/07/2017 15:33

    não
  • 17:59 29/07/2017
    FEDERAÇÃO DE TIRO PRÁTICO DO DISTRITO FEDERAL
    FEDERAÇÃO DE TIRO PRÁTICO DO DISTRITO FEDERAL

    29/07/2017 17:59

    estabelecer uma ordem para os atletas obrearem, nos mesmos moldes IROA para atirarem.
  • 11:43 28/07/2017
    AIDINE CORDEIRO DOS SANTOS
    AIDINE CORDEIRO DOS SANTOS

    28/07/2017 11:43

    Aprovado
  • 17:34 27/07/2017
    CARLOS FRANKLIN LIMA BATISTA
    CARLOS FRANKLIN LIMA BATISTA

    27/07/2017 17:34

    O squad fica mais ativo e envolvido na competição. Ninguem se cansa em demasiado, desde que entre eles façam revezamento.
  • 16:32 27/07/2017
    CLUBE DE CACA E TIRO PONTO 40
    CLUBE DE CACA E TIRO PONTO 40

    27/07/2017 16:32

    sim
  • 18:48 25/07/2017
    CARLOS ALEXANDRE LELIS BARCANTE
    CARLOS ALEXANDRE LELIS BARCANTE

    25/07/2017 18:48

    Uma vez que nós atiradores também somos ROs, nada justifica um squad com 15 competidores não fazer um revezamento e auxiliar na recuperação das pistas