Confederação Brasileira de Tiro Prático

Notícias

II ETAPA DO CAMPEONATO BRASILEIRO DE HANDGUN E PISTOL CALIBER CARBINE ACONTECE EM JUIZ DE FORA-MG

Publicado: Quarta, 08 de Maio de 2019, 10h:41m | Última Atualização: Sexta, 10 de Maio de 2019, 18h:25m
COMUNICAÇÃO CBTP
II ETAPA DO CAMPEONATO BRASILEIRO DE HANDGUN E PISTOL CALIBER CARBINE ACONTECE EM JUIZ DE FORA-MG

E chegamos ao final da II Etapa do XXXII Campeonato Brasileiro e Open Internacional de IPSC Handgun e Pistol Caliber Carbine 2019, que foi organizada pela Confederação Brasileira de Tiro Prático em parceria com a Federação de Tiro Prático do Rio de Janeiro e o Clube de Tiro, Caça e Pesca de Juiz de Fora.

Foram mais de 100.000 disparos em 3 dias de competição e 16 pistas (+cronógrafo).

A cerimônia de abertura contou com a presença da Banda da Polícia Militar da 4ª RM de Juiz de Fora para a execução do Hino Nacional. O presidente da CBTP fez um DISCURSO enaltecendo e agradecendo a participação de todos.

O Clube de Tiro, Caça e Pesca de Juiz de Fora foi a sede da final do XXX Campeonato Brasileiro de Handgun em 2017. Desde então, o clube passou por algumas reformas em sua estrutura. O que os atletas encontraram nesta etapa, foi um clube muito bem estruturado e uma equipe disposta a fazer e oferecer o melhor.

A equipe de ROs estava muito bem preparada e foi orientada pelo Diretor Geral de Arbitragem Nacional e Range Master da Prova, Sr. José Carlos Belino. As pistas tinham excelente nível técnico e fluíram conforme o programado.

Em seu discurso de encerramento, o Presidente da CBTP agradeceu ao apoio de todos os atletas ali presentes, a toda a equipe de ROs, sempre tão competentes, e agradeceu principalmente aos seus colaboradores da diretoria eleita e nomeada, pelo apoio e credibilidade em seu trabalho. Após o discurso de encerramento da Etapa o presidente Demetrius Oliveira, convidou a Dra. Vânia Modesto, da diretoria IPSC Damas da CBTP para conduzir a premiação.

Dra. Vânia fez questão de agradecer a oportunidade de estar à frente de mais essa diretoria, que tem por objetivo tratar sobre as necessidades da atleta de tiro prático. “Por mais que nós estejamos no mesmo nível competitivo dos homens, nós precisamos de alguns cuidados especiais. E essa diretoria foi criada para isso. Para atender nossas necessidades especificas de mulher”, afirmou.

Uma das primeiras propostas apresentadas pela diretora de IPSC damas, foi quanto à facilidade para acesso aos banheiros. O pedido, para muitos simples, faz uma diferença enorme para as atletas que precisam se desfazer de todo o equipamento necessário para a prática do esporte.

Por isso foi encaminhado ao Presidente da Federação de Tiro Prático do Rio de Janeiro, Sr. Augusto Bauer, o pedido com a instalação de ganchos e banquinhos para apoios dentro dos sanitários femininos bem como o kit higiene. Todas as solicitações foram prontamente atendidas pelo presidente Bauer que afirmou se sentir honrado em poder contribuir para que, a cada dia mais, todas as atletas se sintam acolhidas no ambiente do tiro. “As mulheres são e sempre serão bem-vindas em qualquer lugar, e em nosso esporte não poderia ser diferente. É por isso fazemos questão de contribuir para o que elas necessitarem.”

Para a próxima etapa será iniciada também, por solicitação da diretoria IPSC Damas, a Arrecadação Solidária onde a proposta é verificar em cada cidade, uma instituição necessitada para receber as doações voluntárias de nossos atletas.

Outro comunicado muito importante feito por nossa diretora, foi com relação a formação de equipes femininas. E a primeira convocação da equipe damas, já para o IPSC Latin American Handgun Championship, foi da equipe Production. Foram convocadas as atletas:

  • Bruna Soares Mirandola
  • Catarina Fiorini Oechsler
  • Julia Pinheiro Lagoeiro
  • Francilene Lima Hoffmann de Vargas

As atletas convocadas que tiverem interesse em representar o Brasil no campeonato, deverão entrar em contato com o setor de competição para tratar sobre os procedimentos para convocação.

Um outro ponto muito importante que merece toda atenção nessa etapa, foi o contraste dos alvos. Após a I etapa do Brasileiro, a CBTP recebeu muitas reclamações sobre a dificuldade encontrada na visibilidade de alguns alvos. A pedido do Presidente da CBTP, Demetrius Oliveira, todos os cuidados foram tomados para evitar reclamações semelhantes e tivemos excelentes resultados.

O Presidente da FTPRJ afirmou que medidas simples vêm de encontro com a necessidade dos atletas. “A intenção ao realizarmos essas provas é que todos os atletas se sintam confortáveis. Que saibam o quanto são valorizados e como a participação de todos nos ajuda a melhora a cada etapa. Esse assunto especifico, se não fosse questionado, debatido e analisado não teríamos evoluído. É preciso entender que todos somos parte desse esporte e a evolução dele depende de nós”, disse o Presidente da FTPRJ, Augusto Bauer.

Tudo isso é um trabalho em conjunto. A CBTP e toda a sua diretoria ativa vem sempre lutando para melhorar a vida de nossos atletas e proporcionar etapas cada vez melhores, mais técnicas e um ambiente amigável e favorável a todos.

A próxima etapa será em Brasília, entre os dias 04 e 07 de julho e também terá várias novidades. Fique atento ás nossas redes sociais e ao site para acompanhar ficar por dentro de tudo. Esperamos por vocês!!!

 

Confira a galeria de foto dessa etapa