Confederação Brasileira de Tiro Prático

Notícias

SIMPÓSIO DFPC

Publicado: Quarta, 13 de Outubro de 2010, 00h:00m | Última Atualização: Quarta, 04 de Abril de 2018, 10h:39m
 
A palestra da CBTP foi pautada na importância dos SFPC seguirem as normas e portarias emanadas pelo DFPC padronizando assim os procedimentos em todo o Brasil. Presentes os representantes da CBTP, Luiz Fernando Coutinho da Frota Mattos e Carlos Terra, Vice Presidente e Vice Presidente Centro Norte, assim respectivamente.
 
Como a maioria dos presentes ainda não tinha conhecimento de como funciona a CBTP, começamos um breve relato da estrutura organizacional da CBTP e da estrutura desportiva da CBTP. Ressaltamos a quantidade de Federações filiadas e a importância de que sejam seguidas as normas para que um cidadão passe a ser considerado um atleta.
 
Um ponto importante colocado para os chefes dos SFPC foi a necessidade de que se ao emitir um CR de Tiro Pratico, seja verificado se o atleta é realmente um atleta ou seja, filiado a um clube, a uma federação e a confederação. O nome Tiro Prático é a marca registrada da CBTP e só pode ser utilizado pela Confederação ou sob licença. O CR de Tiro Prático não deve ser cedido a outras pessoas que não atletas e não deve ser considerado como um Hobby. O Tiro Prático é um esporte de alto rendimento, reconhecido pelo Ministério do Esporte, e só uma Confederação responde por este esporte no Brasil.
 
Apresentamos as modalidades esportivas de Tiro que estão sob a responsabilidade da CBTP e que estão amparadas por regras internacionais.
 
Colocamos a necessidade da CBTP em receber um posicionamento do oficio 082, no qual constam as solicitações da CBTP em face das necessidades atuais dos atletas do Tiro Prático, dentre elas o aumento da quantidade de pólvora a ser adquirida, a liberação da carabina semi auto para a prática do IPSC com carabina a liberação do calibre 223 para a Silhueta Metálica dentre outras mais.
 
Os chefes dos SFPCs nos solicitaram um melhor acesso a base de dados dos atletas da CBTP, com o objetivo de facilitar aos SFPCs o acesso a informação se o atleta se encontra em dia com a CBTP e/ou participa regularmente das competições. Participamos de um intenso debate e por uma hora e trinta minutos fomos questionados e respondemos prontamente aos presentes e acreditamos que esclarecemos muitas duvidas em relação ao Tiro Prático.
 
Atenciosamente,
 
Luiz F. Coutinho da Frota Mattos
Vice Presidente - CBTP