Confederação Brasileira de Tiro Prático

ARBITRAGEM - CREDO DO RANGE OFFICER

Como um Range Officer IPSC, Eu conduzirei todas as competições com a segurança dos competidores, espectadores e companheiros Range Officials em primeiro lugar em meu pensamento e ações. Eu serei sempre cortês enquanto mantenho controle firme sobre a minha área de tiro e minhas responsabilidades. Eu sempre lutarei para ser totalmente justo e imparcial em meu julgamento.

 

  1. Segurança sempre será meu objetivo primário, a eficiência e velocidade da competição são fatores secundários.
  2. É um privilégio e uma honra servir como Range Officer, e eu agirei de acordo.
  3. É meu dever assistir a todos os competidores nas suas tentativas de realizar seus objetivos e não impedi-los por assédio indevido e comportamento autoritário.
  4. Devo deixar de lado preconceitos pessoais e agir como um juiz imparcial em todos os momentos.
  5. Devo manter minha opiniões para mim  e não serei crítico de qualquer pessoal fora do âmbito da competição.
  6. Eu vou me familiarizar completamente com todas as regras atuais, regras de competição e assuntos associados .
  7. Serei firme e justo em todos os julgamentos feitos durante a condução da pista, e estar preparado para relatar de forma clara e concisa as razões para essas decisões para um competidor em particular ou qualquer Range Officer.
  8. Durante o curso de uma pista, minha atenção estará claramente focada no competidor que eu fui designado para observar, e eu não permitirei que minha atenção seja dispersa ou negligente.
  9. Antes e durante uma pista, Eu nunca consumirei qualquer bebida alcoólica ou narcótico. Eu entendo que se violar esta regra, eu serei suspenso ou impedido de servir como Range Official no futuro.
  10. Eu consultarei somente meus companheiros Range Officers e Match Officials sobre o comportamento de um competidor e todas as decisões a serem tomadas.
  11. Eu darei a devida consideração para os sentimentos pessoais de qualquer competidor, e agirei de maneira a não embaraçar ou perturbar o competidor além do que é absolutamente necessário.
  12. Eu lutarei para nunca dar até mesmo a mínima aparência de irregularidades.

 ESTATUTO CBTP

    Art. 58. Incorrerá em falta disciplinar o associado que:
    I – desrespeitar qualquer membro da Diretoria, associado em função de cargo e funcionário da CBTP no desempenho de sua função;
    II – prestar falsas informações para obtenção de quaisquer vantagens ou benefícios, para si próprio ou para terceiros;
    III – praticar no meio desportivo do TIRO PRÁTICO atos ou manifestações maldosas por espírito de desagregação;
    IV – incorrer em comportamento reprovável no meio da sociedade e do ambiente do TIRO PRÁTICO que atentem contra o bom nome da CONFEDERAÇÃO;
    V – promover o descrédito da CONFEDERAÇÃO, a desunião dos seus associados, ou membros da Diretoria;
    VI – induzir a erro a Diretoria na emissão de declarações que não refletem a realidade;
    VII – perturbar a ordem por ocasião das Assembléias Gerais ou reunião da qual participe;  
    VIII – incorrer em indisciplina desportiva inobservando as regras atinentes às competições;
    IX – emitir em favor da CONFEDERAÇÃO cheques sem a devida provisão de fundos, bem como suspender junto ao Banco, qualquer cheque emitido;
    X – for condenado por práticas de ilícitos penais com sentença transitado em julgado, que interfira na imagem pública do esporte do Tiro Prático;
    XI - descumprir os deveres estabelecidos no presente Estatuto.